Recent Changes

Friday, April 10

Thursday, March 26

  1. page 4.16. Ruy Belo edited (Página da responsabilidade de Mara Antunes, nº 20 do 10º D) Ruy Belo 1933 - 1978
    (Página da responsabilidade de Mara Antunes, nº 20 do 10º D)
    Ruy Belo
    1933 - 1978
    (view changes)
    7:32 am
  2. page Natália Correia edited ... Sonetos de Abril Erros meus, má fortuna e Amor ardente ... outras mais. ** Fiz um cont…
    ...
    Sonetos de Abril
    Erros meus, má fortuna e Amor ardente
    ...
    outras mais. **
    Fiz um conto para me embalar:
    Fiz um conto para me embalar
    Fiz com as fadas uma aliança.
    A deste conto nunca contar.
    Mas como ainda sou criança
    Quero a mim própria embalar.
    Estavam na praia três donzelas
    Como três laranjas num pomar.
    Nenhuma sabia para qual delas
    Cantava o príncipe do mar.
    Rosas fatais, as três donzelas
    A mão de espuma as desfolhou.
    Nenhum soube para qual delas
    O príncipe do mar cantou.

    Videos
    http://www.youtube.com/watch?v=Jw7yn7eZhgc
    http://www.youtube.com/watch?v=NzMk6bFjnfI
    Comentário Pessoal **
    Realizar este trabalho foi importante para mim.
    Aprendi com a grande poeta/defensora feminista Natália Correia que tudo deve ser ultrapassado e que a vida é para seguir sempre em frente, e, fundamentalmente nunca ter medo mas sim, sempre, coragem!
    Com ela, percebi também o quão valor tem a mulher.

    (view changes)
    4:54 am

Wednesday, March 25

  1. page Vitorino Nemésio edited ... de Andreia Ribas) Ribas, nº 23 do 10º ano) Vitorino Nemésio Mendes Pinheiro da Silva {…

    ...
    de Andreia Ribas)Ribas, nº 23 do 10º ano)
    Vitorino Nemésio Mendes Pinheiro da Silva
    {fig8.jpg}
    (view changes)
    3:56 am
  2. page Segunda metade do século XX - correntes estéticas edited ... de Pedro (1oº (nº 20, 10º C) Estou aqui para vos falar das correntes estéticas da segunda…
    ...
    de Pedro (1oº(nº 20, 10º C)
    Estou aqui para vos falar das correntes estéticas da segunda metade do sec. XX.
    Segunda metade do século XX - Correntes estéticas
    (view changes)
    3:53 am
  3. page Ana Hatherley edited ... 12 10º D C {http://www.diversity.org.mk/images/avtori/Ana_Hatherly.jpg} ... UM ESF…

    ...
    12 10º DC
    {http://www.diversity.org.mk/images/avtori/Ana_Hatherly.jpg}
    ...
    UM ESFORÇO
    É

    É
    preciso fazer
    ...
    olhar furtivo AnaAna Hatherly
    Ana Hatherly (Porto, 1929) é uma poetisa, ensaísta, investigadora, tradutora, professora universitária e artista plástica portuguesa. Poetisa do grupo de vanguarda ligado ao Movimento da Poesia Experimental portuguesa, começou a expôr em 65, apresentando-se individualmente pela primeira vez na Galeria Quadrante. Ana Hatherly nasceu no Porto em 1929, mas mudou-se para Lisboa desde muito cedo, onde ainda vive e trabalha. Licenciada em Filologia Germânica pela Faculdade de Letras da
    Universidade de Lisboa, diplomada em estudos cinematográficos na London Film School e doutorada em Literaturas Hispânicas na Universidade de Berkeley, foi professora. Hatherly inicia a sua carreira literária em 1958 com o livro Um Ritmo Perdido e, um ano depois, faz as suas primeiras pesquisas no campo da poesia concreta. Em 1965, liga-se à poesia experimental e, em 1969, a exposição Anagramas, na Galeria Quadrante, marca o início do seu percurso no domínio das artes plásticas. O título da exposição remete para uma série de outras obras em que o nome da artista surge inserido. Tal será o caso de Tisanas, Anagramático, Anacrusa, Leonorama...
    ...
    Obra
    ObraObra {http://dn.sapo.pt/2008/03/12/635956.jpg}
    ...
    Lisboa: 1965. Anagramático.Anagramático. Lisboa: Moraes,
    ...
    (no prelo). FicçãoFicção O Mestre.
    ...
    Ana Hatherly
    (view changes)
    3:44 am
  4. page Década de 70 edited (Página da responsabilidade de Eliana Marques, nº 10 do 10º C) Guerras, Golpes Militares, Revolu…
    (Página da responsabilidade de Eliana Marques, nº 10 do 10º C)
    Guerras, Golpes Militares, Revoluções e Conflitos
    -Em Portugal, deu-se a Revolução dos Cravos no dia 25 de Abril de 1974. O Movimento das Forças Armadas (MFA) derrubou o regime de ditadura que durante 48 anos oprimiu o Povo Português. Nessa madrugada os militares de Abril foram claros nas suas promessas: terminara a repressão, regressara a Liberdade; vinha aí o fim da guerra e do colonialismo, vinha aí a Democracia
    (view changes)
    3:42 am
  5. page Manuel Alegre edited ... de Diana Correia) Correia, nº 9 do 10º C) "A nossa disputa é por princípios e valore…
    ...
    de Diana Correia)Correia, nº 9 do 10º C)
    "A nossa disputa é por princípios e valores, não é por lugares"
    Manuel Alegre
    (view changes)
    3:39 am

Tuesday, March 24

  1. page Década de 60 edited ... O início da década 60 foi representado, uma realização de projectos culturais e ideológicos al…
    ...
    O início da década 60 foi representado, uma realização de projectos culturais e ideológicos alternativos já lançados na década de 50. A década de 60, foi dividida em duas décadas. A primeira foi, entre 1960 e 1965, marcada por um sabor de inocência e até de lirismo nas manifestações sócio-culturais. No espírito da luta do povo a política é evidente o idealismo e o entusiasmo. A segunda, de 1966 a 1968 (porque 1969 já apresentava definições do estado de espírito dos (anos 70), revelando experiências com drogas, a perda da inocência, a revolução sexual e os protestos juvenis contra a ameaça de endurecimento dos governos.
    Os Beatles, banda existente em toda a década de 60, foi bastante ilustrativo, estes trocaram as doces melodias dos seus primeiros discos pela excentricidade psicadélica, introduzindo letras surreais e guitarras distorcidas. "I want to hold your hand" é o espírito da primeira metade dos anos 60. "A day in the life", o espírito da segunda metade. No inicio desta época houve uma grande revolução comportamental como o surgimento do feminismo e os movimentos civis em favor dos homossexuais e dos negros. O concílio Vaticano II é aberto pelo Papa João XXIII , revolucionando a Igreja Católica. Movimentos de comportamento começam a surgir, como os dos hippies, com protestos à Guerra Fria e à Guerra do Vietnã e o racionalismo. Chamando-se assim contracultura. Surge também a Revolução Cubana na América Latina, o que levou Fidel Castro ao poder. Teve tambem inicio, a descolonização da África e do Caribe, com a independência das antigas colónias.
    Gostei bastante de fazer este trabalho, pois tive oportunidade de aprofundar os meus conhecimentos, sobre a década de 60 e também os trabalhos apresentados pelos meus colegas.
    (view changes)
    12:34 pm
  2. page Alexandre O'Neil edited (Página (Página da responsabilidade {alexandre_o_neil.jpg} Alexandre O’Neill Auto-Retrato .…
    (Página(Página da responsabilidade
    {alexandre_o_neil.jpg} Alexandre O’Neill
    Auto-Retrato
    ...
    Em 1949, tiveram lugar as principais manifestações do movimento surrealista em Portugal, como a Exposição do Grupo Surrealista de Lisboa, onde expuseram Alexandre O'Neill, António DaCosta, António Pedro, Fernando de Azevedo, João Moniz Pereira, José-Augusto França e Vespeira. Nessa ocasião, Alexandre O'Neill publicou “A Ampola Miraculosa”. Esta obra poderá ser considerada paradigmática do surrealismo português.
    Em Maio do mesmo ano, foi a vez de o Grupo Surrealista Dissidente organizar uma série de conferências com o título geral «O Surrealismo e o Seu Público», em que António Maria Lisboa leu o que se pode considerar o primeiro manifesto surrealista português. Houve ainda mais duas exposições levadas a cabo por este grupo (em Junho de 1949 e no ano seguinte, no mesmo mês), sem grande repercussão junto do público. A poesia de Alexandre O'Neill concilia uma atitude de vanguarda (surrealismo e experiências próximas do concretismo) que se manifesta no carácter lúdico do seu jogo com as palavras, no seu bestiário, que evidencia o lado surreal do real, ou nos típicos «inventários» surrealistas com a influência da tradição literária de autores como Nicolau Tolentino e o abade de Jazente, por exemplo.
    ...
    lhe opor.
    Obras:
    ...
    Fantasmas (1951)
    No

    No
    Reino da Dinamarca (1958)
    Abandono

    Abandono
    Vigiado (1960)
    Poemas

    Poemas
    com Endereço (1962)
    Feira

    Feira
    Cabisbaixa (1965)
    De

    De
    Ombro na Ombreira (1969)
    Entre

    Entre
    a Cortina
    ...
    Vidraça (1972)
    A

    A
    Saca de Orelhas (1979)
    As

    As
    Horas Já
    ...
    Vestidas (1981)
    Dezanove

    Dezanove
    Poemas (1983)
    O Princípio da Utopia (1986)
    Recebeu, em 1982, o Prémio da Associação de Críticos Literários.
    Video:
    Há palavras que nos beijam
    Há palavras que nos beijam
    ...
    Ao silêncio dos amantes
    Abraçados contra a morte.
    Parecer:
    Alexandre O'neil deu inicio ao surrealismo em Portugal, tendo criado o grupo surrealista de Lisboa. Foi um escritor muito conceituado e na minha opinião o poema que despertou o meu interesse pela sua obra foi" Há Palavras que nos beijam".
    Aconselho vivamente a darem uma vista de olhos na sua obra.

    (view changes)
    5:32 am

More